A Minha Rádio Podcast: Cowboy Cantor

segunda-feira, maio 21, 2007

O Tempo dos Bufos e das Bufas (ou o país que é uma flatulência na eminência de ser expelida)

Aconteceu num país europeu democrático:
Um professor, dirigente de um sindicato, numa conversa particular com um colega, fez referência, em tom de piada, ao facto do primeiro-ministro daquele país ter uma formação duvidosa. Colega colega foi informar a presidente sindical lá da região. A senhora decidiu instaurar um processo disciplinar ao professor que fez a tal referência à formação do primeiro-ministro, e suspendeu-o imediatamente das funções que ocupava no sindicato.
Em comunicado, a senhora explica que o processo prende-se com o facto de o primeiro-ministro a quem o professor se referia ser o primeiro-ministro de Portugal.
Voltámos ao tempo dos bufos e das bufas. O nosso país europeu e democrático (?) está a tornar-se numa terra de lambe-botas, chulos e informadores. Estamos a voltar ao tempo da P.I.D.E., que felizmente não me lembro, mas segundo o que estudei em história (sim, porque no meu tempo aprendia-se que já tivemos um governo fascista), e segundo o que me contam os meus pais, atitudes destas era no tempo da P.I.D.E. e dos informadores.
Outra deste maravilhoso governo democrático, é a criação de uma comissão para assinalar todos os grevistas da função pública, para mais tarde poderem fazer correctamente as estatísticas. Querem enganar quem? Se num dia avisam que quem fizer greve será penalizado na progressão da carreira, e no outro dia anunciam uma comissão de sinalização dos grevistas, o que pretendem? Na minha terra, e noutras, responde-se assim: Puta que os pariu. Para tirar trabalho à comissão, e a quem esteja interessado: vou fazer greve no dia 30 de Maio, e faço greve as vezes que me apetecer e achar que vale a pena lutar por uma carreira decente, com dignidade e justa.

7 comentários:

José Couto disse...

Já ouvi alguém dizer a prpósito da senhora que mandou instaurar o processo disciplinar:
"há gente mais socratista que o próprio Sócrates"...

José Couto disse...

ahh! Já me esquecia! Subscrevo inteiramente o "Puta que os pariu."
Estamos juntos nessa e noutras...

Rodrigo de Sá disse...

Companheiro, as outras não são chamadas para aqui. Já te disse que é segredo :)
Não foi o Sócrates que suspendeu o professor, mas ao indicar que os funcionários públicos devem denunciar os colegas, as coisas encaminham-se para situações ridículas como esta.

Azorina disse...

Estou agradavelmente surpresa!!! Neste mundo dos blogs encontrei, por acaso, o meu antigo aluno Rodrigo... Ainda fiquei na dúvida mas quando confirmei Maia, nome do pai e mãe... pronto não tive mais dúvidas!!! Subscrevo o teu texto e espero que ainda te lembres da tua professora de inglês. Beijinho : )

Rodrigo de Sá disse...

A minha professora de inglês? Preciso de mais informações. Devo procurar na primeira metade do manual, ou na segunda metade?

José Couto disse...

A Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) decidiu esta segunda-feira "proibir qualquer tratamento autónomo de dados pessoais, relativos aos trabalhadores aderentes a greves, por considerar ser um procedimento discriminatório".

Vá lá, desta vez o Estado de Direito funcionou! Vamos ver até quando...

ABRAÇO, ZÉ

Rodrigo de Sá disse...

Bem feita. Ainda há quem se lembre de usar a legislação e o bom senso.