A Minha Rádio Podcast: Cowboy Cantor

quarta-feira, dezembro 31, 2008

Os Prémios do Meu Umbigo

Chega a hora de toda a gente fazer balanços, previsões, lamentações e desejos. É também a altura em que os críticos e analistas se metem por entre o pó dos discos, d.v.d.’s, jornais, revistas e papelada, à procura do melhor e do pior que aconteceu este ano na música, no cinema, na política, na literatura.
Um tipo de selecção que mais gosto no final do ano é “A Personalidade do Ano”. Ora, como o próximo ano, é o que dizem, vai ser ainda pior do que 2008, em Portugal não deve haver muita gente nomeada para personalidade do ano por boas razões.
Com tantas trapalhadas a acontecer em Portugal, incluindo as suas regiões autónomas, o bem mesmo é virar-me para o meu umbigo, e fazer a minha lista do melhor do ano tendo em conta apenas a minha família. Misturando prémios de cinema, música e política, aqui está a minha lista do ano 2008.

Estreia do Ano: Sérgio e Carolina – em Maio chegará mais um elemento feminino à família. Obra do meu cunhado e minha irmã mais nova. Dispensamos os comentários do tipo "até que estás engraçada". Gravidez não é doença. A minha irmã será sempre de feições bonitas.

Melhor Argumento: Marta – a minha sobrinha de três anos que põe e contrapõe de uma forma de fazer inveja a muita gente mais crescida. Convence qualquer um, nem que seja com o seu sorriso.

Melhor Banda Sonora
: Tiago – Onze meses de vida e um riso de encantar.

Melhor Produção: Frederico e Sara – pais da Marta e Tiago. Escolha óbvia tendo em conta o prémio para melhor argumento e melhor banda sonora.

Revelação do Ano: Alice – a minha mãe revelou-se uma mulher de negócios. Capaz de vender casas e comprar terrenos. Capaz de dar opiniões e pressionar os empreiteiros. Para ano, se tudo correr bem, irá ser realizado o maior sonho dos últimos anos: a casa nova será inaugurada.

Prémio Carreira: Daniel – este ano foi particularmente especial para meu pai, e para todos nós. Para além disso, o meu pai, que não é homem de sair muito da Maia, viajou imenso connosco por esta ilha. Com a ajuda da alegria que os netos trouxeram cá a casa durante o Verão, e agora no Natal, as forças para se meter no carro foram outras.

Personalidade do Ano: Maura – O meu património monumental. Por tudo e por nada. Pelos dias e noites. Por me acompanhar e estar ao meu lado, mesmo quando vai a Évora. Por ser quem é.

segunda-feira, dezembro 22, 2008

Emissão Especial: Rocky Christmas & Jazzy New Year II

Para celebrar o Natal, o Cowboy Cantor não poderia faltar nos vossos leitores.
Está no ar uma emissão de Natal.

Transferência do mp3 desta emissão aqui ( mp3 41,2 mb/44’58’’)
Audição desta e outras emissões anteriores na barra lateral do blog Cowboy Cantor, ou Danialice

A todos os leitores do Danialice e ouvintes do Cowboy Cantor, um excelente Natal, cheio do que mais importa no Natal: muita alegria, amor e música.

sexta-feira, dezembro 19, 2008

Cowboy Cantor 43ª Emissão

Transferência do mp3 desta emissão aqui ( mp3 21,8 mb/23’49’’)
Audição desta e outras emissões anteriores na barra lateral do blog Cowboy Cantor

A emissão desta semana do único podcast açoriano, tem música de Itália, Suécia e Estados Unidos.
Para informações sobre os artistas que passam por aqui, dirijam-se à página do Cowboy Cantor
Cowboy Cantor, a arte e o gosto de partilhar a música.

terça-feira, dezembro 16, 2008

Pão Duro de Cada Dia de Um Professor

Professor: Sabes o que é um cónego?
Aluno do 10º ano: É um cone…
Professor: Cone? Podes-me explicar o que é um cone?
Aluno do 10º ano: É um cone…
Aluna do 10º ano: É aquelas coisas redondas por onde passa a água.

Um professor que tem de aturar isto precisa de uma avaliação muito rigorosa. De certeza que não anda a bater bem da cabeça, e precisa de um aconselhamento de profissionais. Ainda bem que o professor desta cena já se reformou há alguns anos.
Pai, vai-te aguentando com estas pérolas de vez em quando. Este é o pão do meu dia-a-dia.

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Cowboy Cantor 42ª Emissão

Transferência do mp3 desta emissão aqui ( mp3 30,8 mb/33’38’’)Audição desta e outras emissões anteriores na barra lateral do blog Cowboy Cantor

Nova emissão do único podcast açoriano. Enquanto não reclamarem a autoria de outro podcast nos Açores, continuarei a intitular-me como único.
Mais música independente, como sempre no Cowboy Cantor.
O grande destaque vai para o artista do mês de Dezembro, Certain Stars, a estreia de Itália no Cowboy Cantor, Plunkett e ainda uma banda portuguesa, os Spleen Poetry.
Para ouvir transferindo o ficheiro mp3, ou usando o leitor na barra lateral do blog. Para informações sobre os artistas e acesso a lojas onde se pode comprar a sua música, é favor dirigirem-se ao blog http://cbcantor.blogspot.com/

quinta-feira, novembro 27, 2008

Emissão em Inglês (e nova emissão do Cowboy Cantor)

Não se trata de uma emissão do Cowboy Cantor em inglês, mas sim apenas a apresentação da emissão do podcast semanal da Association of Music Podcasting.
Já está no ar a primeira emissão do AMPed gravada por um português (eu).
O AMPed é o podcast da A.M.P. que é gravado todas as semanas por um apresentador diferente. Calhou-me a mim a emissão desta semana, e já vem outra a caminho por alturas do Natal.
O resultado final pode ser ouvido em http://musicpodcasting.org/home/ (através do leitor flashplayer no lado esquerdo), ou então por transferência do ficheiro mp3 aqui
Quanto à 40ª emissão do Cowboy Cantor, também já está no ar, embora por um erro de configuração do ficheiro, só a partir de ontem passou a estar disponível para muitos leitores de r.s.s. feed.
Transferência do mp3 da 40ª emissão aqui ( mp3 47,43mb/51’39’’)
Audição desta e de emissões anteriores na barra lateral deste blog, ou do Cowboy Cantor

quarta-feira, novembro 12, 2008

Cowboy Cantor 39ª Emissão: São Martinho (algum vinho e exclusivos do Cowboy Cantor)

A partir de agora vai ser assim: às Segundas no Cowboy Cantor, às Quartas no Danialice. Vou tentar publicar aqui também as informações que acompanham todas as emissões do Cowboy Cantor. Sei que há algumas pessoas que gostam de ouvir o podcast, mas não têm o hábito de ir ao Cowboy Cantor.

Transferência do mp3 desta emissão aqui (25,9 mb/28’15’’)
Audição desta e outras emissões anteriores na barra lateral do blog Cowboy Cantor
The Ceili Family – Fall Face First (Hagen, Alemanha)
MySpace: http://www.myspace.com/theceilifamily
Comprar: info@ceilifamily.de

Jont – Candlelit (Londres, Inglaterra)
MySpace: http://www.myspace.com/jontmusic
Comprar: Amazon, iTunes

The Danks – Treaty Connector (Charlottetown, Canadá)
MySpace: http://www.myspace.com/meetthedanks
Descarregar gratuitamente: http://www.killbeatmusic.com/thedanks.html

This Heavens – Beautiful Machine (Leeds, Inglaterra)
MySpace: http://www.myspace.com/theheavensband
Descarregar gratuitamente: http://www.jamendo.com/en/artist/The_Heavens

Lato – Everybody Knows The Way (Londres, Inglaterra)
MySpace: http://www.myspace.com/latomusic
Comprar: CD Baby, iTunes

The Brilliant Mistakes – Monday Morning (Nova Iorque, E.U.A, artista do mês de Novembro)
MySpace: http://www.myspace.com/brilliantmistakes
Comprar: iTunes, Amazon, PayPal

Jont – We Are The Grapefruit (Londres, Inglaterra, exclusivo em Portugal)
MySpace: http://www.myspace.com/jontmusic

Cowboy Cantor, a arte e o gosto de partilhar a música.
Association of Music Podcasting
http://musicpodcasting.org/

MySpace
www.myspace.com/cowboycantor

Audição de emissões anteriores
http://cbcantor.blgospot.com/

Assinatura do Cowboy Cantor pelo correio electrónico
http://cbcantor.blogspot.com/

Assinatura do Cowboy Cantor no iTunes
pcast://feeds.feedburner.com/cbcantor

Assinatura do Cowboy Cantor noutros leitores de podcast
http://feeds.feedburner.com/cbcantor

Comentários
cowboycantor@sapo.pt

quarta-feira, novembro 05, 2008

O Homem do Tambor

O homem do tambor marca o ritmo. Indica o caminho. O homem do tambor dá a energia que é preciso para mover um pelotão.
O homem do tambor tem de respeitar os colegas, e os colegas têm de respeitar o homem do tambor.
Os The Byrds respeitaram o "Mr. Tambourine Man" de Bob Dylan, da mesma forma que Bob Dylan (o maior compositor de canções, logo a seguir a Zeca Afonso) respeitou o "Mr. Tambourine Man" dos The Byrds. Cada um soube gerir o seu espaço, e idealizar à sua maneira o mesmo tema. Cada um soube respeitar o espaço do outro.
É o que tem faltado nas últimas décadas aos Estados Unidos da América. Acima de tudo respeitar o espaço dos outros países. Respeitar a cultura e opiniões dos outros. Simplesmente respeito.
A grande maioria do mundo espera agora mais abertura dos Estados Unidos. Eu também.
Por enquanto, vamos acreditar que é possível.

terça-feira, novembro 04, 2008

Artista do Mês de Novembro

Agora no Cowboy Cantor, quando se justificar e eu tiver matéria suficiente, durante um mês irei dar destaque a um artista específico, sendo que durante esse mês todas as emissões terão um ou dois temas do artista. Para além disso, estará na barra lateral do blog ligações directas a lojas onde se pode comprar música do artista referido.
Começo este mês com os Brilliant Mistakes, que me enviaram o seu novo álbum "Distant Drumming".
A nova emissão do Cowboy Cantor pode ser ouvida na barra lateral deste blog, ou do blog Cowboy Cantor, ou ainda por transferência directa do mp3 aqui (31,5 mb/34’21’’)
The Brilliant Mistakes (artista do mês de Novembro)
Comprar em iTunes, Amazon, PayPal

segunda-feira, outubro 13, 2008

Arrepia

Sou de fácil emoção ao ouvir música, mas a esta interpretação ninguém fica indiferente.
Sei de gente que perde a juventude para conseguir acompanhar o Slash, o Eric Clapton ou Mark Knopfler. E este perdeu o quê, se ainda nem sequer adolescente é?
O orientais têm pancadas destas.
Depois de ouvir isto, sinceramente, vou ter dificuldades em voltar a ouvir a interpretação original pelos U2.
The Edge, eat your heart out.

segunda-feira, outubro 06, 2008

Avaliado Com Orgulho

Orgulhosamente a 35ª emissão do Cowboy Cantor foi publicada na Association of Music Podcasting (http://musicpodcasting.org/).
É o primeiro podcast de língua não inglesa a pertencer a esta associação. Como o nome indica uma associaçãod de podcasts de música. Para entrar para a associação é necessário passar por um teste avaliação feito por outros membros.

Estes foram alguns comentários feitos ao Cowboy Cantor na altura da avaliação:

Peter Clitheroe: Rodrigo presents a very clean sounding show with clear diction, a quiet professionalism and a valid feed. The show hangs together well. The site is equally clean and clear with shownotes that include links to artists, Rodrigo makes great play of Creative Commons licensing. I know it is a question of taste but his selection of music interests me too. Great to hear a show in another language (in addition to English). Definite yes from me;

Charles Stepczyk: Excellent song picks and seemingly safe song content. I double checked the feed and it looks good. As far as presentation, he does an excellent job and the sound quality is pretty clear and consistent. I just wished I could understand some of the dialogue. Time for lessons in Portuguese;

Pete Cogle: Our first membership from the Azores Islands, in Portugal, and the only podcast from the island. I can't tell what Rodrigo is saying, but his delivery is great and the music is really excellent. Two thumbs up from me.

Paul the music lover: What everyone else said. Good music, good feed, good fidelity, good website, etc. Now we need to bribe him into doing an English version.

Não sei se vou algum dia fazer uma versão inglesa do Cowboy Cantor, mas a verdade é que é com cada vez mais prazer, e agora mais cuidado que gravo as emissões do podcast. Pois esta é a arte e o gosto de partilhar a música.

segunda-feira, setembro 29, 2008

Às Voltas na Cidade

Há muito tempo que ando para falar sobre o assunto, mas como não sou especialista na matéria, não sou assim tão venho para poder fazer comparações, achava que não iria ter muita razão no protesto. Depois de ler várias outras pessoas, pelas quais tenho respeito, chego à conclusão que afinal também tenho direito ao protesto, e com razão.
Sou mais um a juntar-me ao protesto. Serei mais um. Sei que não irá fazer diferença, mas serei mais um tornar público o meu descontentamento com as trapalhadas das obras em toda a cidade de Ponta Delgada.
Também me lembro que as obras faziam-se devagar, mas cada uma na sua vez. As estradas eram construídas, reconstruídas ou reparadas por fases. Hoje, parece que só a primeira condição se mantém. Devagar, devagar, parado constrói-se e reconstrói-se tudo ao mesmo tempo. “É para mostrar obra”, ouve-se da boca de alguns. Neste caso, mostra-se muita obra. “É para ganhar votos”, ouve-se de outro lado. Neste caso, não são estas obras que me compram os votos. Há 4 anos que passaram que foram muito mais importantes do que uma projecto de última hora para a reabilitação da organização do trânsito em Ponta Delgada.
Mas ninguém se lembrou antes de fazer estas obras. Com mais calma e mais organização?
Acima de tudo, estas obras à pressão, sem organização e que causam imenso transtorno a toda a gente, durante o dia todo, a mim mostram-me falta de responsabilidade. Sim é verdade que quando tudo acabar teremos uma circulação ainda mais fácil em Ponta Delgada, mas até lá a gente geme e sofre.
De manhã vou pela direita, à tarde tenho de vir pela esquerda. Faltou o gás, tenho de voltar a sair à noite para trocar a garrafa. Já nem pela direita, nem pela esquerda. Não vou por lado nenhum. Tenho de dar a volta.
A ver no dia 19 por onde vou, se pela esquerda, se pela direita ou se tenho de dar a volta.

nota: só para os mais distraídos, o Danialice só voltou hoje, mas o Cowboy Cantor já está de volta há duas semanas.

domingo, agosto 03, 2008

Dose Dupla e Boas Férias

Dose Dupla (e boas férias), é assim o título da minha última emissão do Cowboy Cantor.
Para ouvir na barra lateral deste blog e para saber mais pormenores no blog Cowboy Cantor.
Tem havido alguns erros na leitura de algumas emissões, por razões que se prendem com o servidor onde guardo as emissões. A seu tempo vou acertando as coisas.
O Cowboy Cantor e o Danialice voltam em Setembro.
Até lá, um bom Verão.

sábado, julho 05, 2008

Música Para o Sol, Praia ou Trânsito: Cowboy Cantor 31ª Emissão

Esta emissão é muitíssimo boa.
Transferência 31ª emissão aqui mp3 (27mb/29’03’’)
Audição desta e de emissões anteriores no leitor publicado no final do texto em http://cbcantor.blogspot.com/

A qualidade deste programa avalia-se não pela minha prestação durante a gravação, mas sim pela música que por aqui passa. Por isso, insisto: esta emissão é muito boa.
Tem rock, pop e punk.
Acima de tudo tem muita energia para aproveitar o Sol (no trânsito, ou a caminho da praia).
Não se esqueçam também de participar no passatempo que vos oferece um jantar para duas pessoas num dos melhores restaurantes de Ponta Delgada, e ainda discos com a melhor música que já passou pelo Cowboy Cantor.

Soccer Team – Traffic Patterns
http://www.dischord.com/band/soccerteam
http://www.3hive.com/2008/05/soccer_team.php

Cinderpop – Blonder
http://www.myspace.com/cinderpop
http://music.podshow.com/music/listeners/artistdetails.php?BandHash=8df185a35875914b40de83343995ffc0

The Morning Stars – Wrong
http://www.myspace.com/themorningstars
http://music.podshow.com/music/listeners/artistdetails.php?BandHash=27a8cd1e4a9cb0d35bf7ab7892150985

The Awkward Stage – Animé Eyes
http://www.mintrecs.com/index.php?component=artists&action=profile&tag=awkward_stage
http://www.3hive.com/2008/05/the_awkward_stage_1.php

Braxton Parker – City Lights
http://www.ilike.com/artist/Braxton+Parker
http://www.garageband.com/artist/braxtonparker

Julie Ocean - #1 Song
http://www.myspace.com/Julieoceandc
http://www.3hive.com/2008/05/julie_ocean_1.php

Country Blue – Concrete Cowboy
http://music.podshow.com/music/listeners/artistdetails.php?BandHash=523db0596b2d361da608ecf510a153d2

Cowboy Cantor, a arte e o gosto de partilhar a música.


Assinatura do Cowboy Cantor pelo correio electrónico
http://cbcantor.blogspot.com/

Assinatura do Cowboy Cantor no iTunes
pcast://feeds.feedburner.com/cbcantor

Assinatura do Cowboy Cantor noutros leitores de podcast
http://feeds.feedburner.com/cbcantor
MySpace

segunda-feira, junho 23, 2008

O Melhor do Dia

Há aquela frase popular “o melhor da festa é esperar por ela”. No mundo do trabalho, o melhor do dia é chegar a casa. Foi assim, há umas semanas. Depois de um dia exaustivo de aulas, chego a casa e tinha como instruções para preparar o jantar, enquanto a Maura ia à sua aula de natação, como habitual à Segunda-feira, o seguinte bilhete, numa clara alusão à minha actividade de rádio podcast:
1º Refogado de MySpace e Lusocast;
2º Depois do Cowboy Cantor pronto, adicionas mais umas músicas aos favoritos. Tem cuidado, não quero o sabor das a.m.o.r;
3º Desligas o computador, arrefeces os dedos e tentas vestir algo fixe;
4º Devo estar quase a chegar. Prepara-te para o Pasta.
E assim, foi. Fomos jantar fora nesse dia. Por sinal, fomos a um dos melhores restaurantes da ilha.

quarta-feira, junho 11, 2008

Agora Sim. Estamos Lixados

Vem aí qualquer coisa. Estou a sentir.
A Maura incrédula e nervosa, muito nervosa, avisa-me:
- No Continente está a faltar comida: Pão, farinha, peixe. Está a faltar tudo… Deu nas notícias… Os Açores ainda não estão afectados… Temos de ir às compras.
Mais do que isto, temos que ir para a rua. Temos que gritar bem alto:
BASTA.
Já hoje à tarde tinha dito que esta greve dos camionistas seria o golpe mais bem sucedido depois do 25 de Abril de 1974. Agora com o telefonema que chegou de Évora para o telemóvel da Maura tenho a certeza que estamos a atravessar uma crise.
Há qualquer coisa que vem por aí. Era bonito sim senhor ver de novo o Povo na rua.
Este país está a tornar-se um país de terceiro mundo, com políticos de quarto mundo, que governam com políticas de um sub-mundo submergido em lama.
Estamos lixados e temos de lixar quem nos está a lixar.
Dá para acreditar nisto? Não dá.
As palavras da Maura fizeram subir uma dose de adrenalina desde os pés à cabeça. A cada centímetro coberto por esta dose intensa, a certeza cada vez maior:
É desta que o buraco no fundo do saco se vai escanqueirar.

segunda-feira, junho 09, 2008

Para Uma Semana Sem Agitações: Cowboy Cantor 30ª Emissão

Transferência desta emissão aqui (mp3 24,8mb/27’06’’).
Audição desta e de outras emissões no leitor no final deste texto.

Música para começar a semana com calma, sem pressas e sem agitações:

Torn Blue Foam Couch – Grande Archives;
http://www.subpop.com/artists/grand_archives
http://www.myspace.com/grandarchives

Should Be - Arthur Yoria;
http://magnatune.com/artists/yoria
http://www.myspace.com/arthuryoria

Jesael – Oddur;
http://www.myspace.com/oddurmusic

Miles Away – The Lightyears;
http://www.thelightyears.com/
http://www.myspace.com/thelightyears

Tatoo Cowboy – Amee Chapman and The Velvet Thumbleweeds;
http://www.ameechapman.com/

Cowboy Cantor, a arte e o gosto de partilhar a música.




Assinatura do Cowboy Cantor no iTunes
pcast://feeds.feedburner.com/cbcantor

Assinatura do Cowboy Cantor noutros leitores de podcast
http://feeds.feedburner.com/cbcantor

Assinatura do Cowboy Cantor pelo correio electrónico
http://cbcantor.blogspot.com

Comentários para
cowboycantor@sapo.pt

segunda-feira, maio 19, 2008

Cowboy Cantor 28ª Emissão: Música divertida

Transferência directa desta emissão aqui.
Audição desta e das duas emissões anteriores no final do texto.

Tenho notado alguns erros de leitura do podcast através de leitores em flash. Já consegui resolver a questão. Lentamente irei recuperar emissões anteriores para que possam ser lidas em leitores flash, evitando que tenham de transferir o mp3 de cada emissão, caso seja mais prático só ouvir a emissão aqui no blog.
A 28ª emissão é um pouco eclética, mas muito divertida.
Finalmente consegui ter um artista português que me autorizasse a usar alguma da sua música no podcast.
Não se esqueçam do passatempo Cowboy Cantor, que vos oferece um jantar para duas pessoas no restaurante Rotas, em Ponta Delgada, e ainda discos com a melhor música que passa no Cowboy Cantor.
Chamo também a vossa atenção para o 5º aniversário da publicação açoriana SounD (/) Zone
No novo formato do Cowboy Cantor, já não há sinal de abertura, nem o sinal final. Em vez disso, as emissões irão terminar com um tema que tenha no título, ou na letra, a palavra cowboy.

Notas do programa:
i – To The Devil
http://www.thebandi.com/
http://www.myspace.com/thebanditheband
http://www.slingslang.com/store1a/SSR1440.htm

The Two Man Gentlemen Band – Prime Numbers
The Two Man Gentlemen Band – William Howard Taft
http://seriousbusinessrecords.com/releases/show/31-Heavy-Petting
http://seriousbusinessrecords.com/

La Muñeca Y Los Muertos – Chica
http://www.lamunecarocks.com/
http://www.muzic.com/song/543


a.m.o.r. - ABECEDÁRIO


David Ippolito – A Different Cowboys Lament
http://www.thatguitarman.com/













Assinatura do Cowboy Cantor no iTunes aqui
Assinatura do Cowboy Cantor noutros leitores aqui
Assinatura do Cowboy Cantor pelo correio electrónico aqui

domingo, maio 18, 2008

As leis da física



Adicionar ao Meu Perfil | Mais Vídeos

O baseball, o meu desporto favorito, é um desafio à concentração de cada jogador. Neste caso, o desafio entra no campo das leis da física e do inacreditável. Bom, inacreditável pelo menos até vermos as imagens.

domingo, maio 11, 2008

A Última Sinfonia

Um jogador com as características atléticas, desportistas e humanas do Rui Costa não merece outro sentimento que não a admiração.
Não tenho inveja de o Rui Costa nunca ter jogado no Sporting, porque inveja é um sentimento feio. Não tenho pena de o Rui Costa nunca ter jogado no Sporting, porque seria egoísmo da minha parte querer que tivesse jogado no Sporting, em vez de outro clube qualquer.
Tenho orgulho de ter acompanhado a carreira do melhor médio-centro do futebol português desde que nasci. Mais orgulho tenho em dizer que já o vi jogar ao vivo. Foi num Portugal-Chipre, do apuramento para o Mundial 2002. Portugal ganhou por 6-0, dois golos a cada: Pauleta, Pedro Barbosa e João Pinto (na altura já jogador do Sporting). O jogo foi no estádio Alvalade. Que mais queria eu ter pedido. A bancada superior sul, maioritariamente preenchida por sócios do Sporting, não hesitou em aplaudir de pé a primeira vez que Rui Costa se aproximou da linha lateral para bater um pontapé de canto.
A primeira imagem que tenho do Rui Costa, foi o desempate por remates da marca de grande penalidade na final do mundial Sub21 de 91, no Estádio da Luz. Jogo contra o Brasil. O remate decisivo foi do Rui Costa. Na altura, tal como muitos portugueses, saltei de alegria.
Hoje, com um olho no prato e outro a tentar olhar 180º para trás, coisa que requer uma grande perícia, que só o Rui Costa poderia tentar fazer, lá fui jantando e acompanhando o Sporting-Boavista. De repente, uma agitação no som que saía do rádio. Não era golo, não era cartão vermelho, não era grande penalidade...
Tal como muitos portugueses, fiquei bloqueado em pé, enquanto seguia as imagens que eram transmitidas a partir do Estádio da Luz. Tal como muitos portugueses, emocionei-me. Senti um arrepio a percorrer todo o meu corpo. Era a última sinfonia do Maestro.

terça-feira, maio 06, 2008

Passatempo Cowboy Cantor

Transferência directa desta emissão aqui.

Passatempo Cowboy Cantor: O grande destaque da emissão vai para o lançamento do passatempo do Cowboy Cantor em associação com o restaurante Rotas, a F.D.M. Records e o duo inglês Nizlopi. Ouçam a emissão e fiquem atentos, pois poderão ganhar discos com a melhor música licenciada pela Creative Commons e ainda um jantar para duas pessoas no restaurante Rotas. Ouçam no Cowboy Cantor 30 segundos de cada uma das faixas que fazem parte do novo álbum dos Nizlopi, e votem na faixa que gostariam de ouvir na totalidade numa das emissões do podcast. Enviem uma mensagem para cowboycantor@sapo.pt com a vossa escolha.

Esta é a segunda parte da entrevista com Bryan Vaughn, o dono da Paper Garden Records. Entre outras coisas, fala-se de música estranha e do concurso para D.J.’s que a Paper Garden Records está a promover.
Nesta emissão ouve-se boa música, ouve-se esta música:

Photograph - Eagle Seagull: http://www.myspace.com/eagleseagull

Not Your Saviour - Peasent: http://www.myspace.com/peasant

History - Darla Farmer: http://www.myspace.com/darlafarmer

Paper Garden Records: http://www.papergardenrecords.com/

sábado, abril 26, 2008

Exilados Em São Miguel Durante o Sto. Cristo dos Milagres

Não há acordo que resolva esta situação.

Está aqui o texto transcrito fielmente a partir da National Geographic brasileira. No final do texto aconselham-nos a não nos esquecer do vinho. Pelos vistos o autor deste texto também não se esqueceu do vinho.
"Em julho, a pequena ilha de São Miguel nos Açores é inundada por exilados (a maioria vivendo nos EUA) que voltam ao país para a tradicional festa do Santo Cristo dos Milagres. Uma série de festejos – repletos de bandeiras coloridas e luzes nas ruas, música, danças, e folguedos – tem lugar em todos os vilarejos durante o mês todo. Mas toda a loucura não ofusca o significado espiritual da festa: uma missão religiosa onde os ricos dão alimento aos pobres. Peregrinos viajam a pé por toda a ilha e espalham a boa notícia de que estão distribuindo alimento nas cidades. Toda e qualquer capela serve uma rica sopa de carne a todos que levam uma vasilha. Durante o festival você pode comer à vontade o cozido das furnas, um delicioso guisado de carne e legumes que inclui chouriço, repolho, cenoura, e centenas de outros ingredientes cozidos sobre uma fresta de calor vulcânico. E não se esqueça do vinho".


http://nationalgeographic.abril.com.br/refugios/0209/index.html

sexta-feira, abril 25, 2008

Foi Uma Revolução, Parvos

Dizer que compreendo o que se sentia durante o regime fascista, seria injusto para com os meus pais, para com os Capitães de Abril, para com o Zeca, o Sérgio, o Zé, o Adriano, o Manuel, o Mário, o Álvaro, para com todos os perseguidos, presos e exilados durante o regime.
Compreendo a música, compreendo os textos, compreendo as metáforas. Não consigo compreender o porquê da ditadura, nem muito menos consigo compreender o que sentiam os perseguidos pela P.I.D.E. Não consigo compreender o ódio que saía da metralhadora que assassinou no dia 25 de 1974 o João Guilherme, um estudante de Santo António em Lisboa, que se juntava à manifestação.
Como ouvi ontem o José Soares a dizer, não foi um acidente. Foi um assassinato. Foram disparos contra a população, logo é assassínio.
E não foi um golpe de estado, como alguns dizem. Não foi uma evolução, como alguns parvos quiseram chamar. Foi uma revolução.
Não compreendo os sentimentos fascistas que levaram ao regime. Não compreendo o que sentiam os perseguidos e os familiares dos que morreram. Não compreendo porque não senti. Mas sei que existiu. Isto é suficiente para não querer que aconteça a mim, nem nunca mais.
Foi uma revolução.
Viva a revolução de Abril.
Viva a Primavera de Abril.
25 de Abril, sempre!

quinta-feira, abril 24, 2008

Cowboy Cantor 26ª Emissão: Especial Paper Garden Records (1ª Parte)

Transferência directa desta emissão aqui.
Pela primeira vez no Cowboy Cantor, uma entrevista à distância.
A 26ª emissão é a primeira parte de um especial sobre a Paper Garden Records, uma editora de Nova Iorque. Durante a emissão ouve-se parte da entrevista que fiz ao dono da editora, Bryan Vaughn. Ouve-se também alguma música da Paper Garden Records. Boa música.

terça-feira, abril 22, 2008

domingo, abril 20, 2008

Prémios no Cowboy Cantor e no Rotas Também

Já tinha anunciado numa emissão do Cowboy Cantor um concurso com prémios e tudo.
A F.D.M. Records sugeriu uma sondagem no blog, e eu propûs um concurso. Depois de negociar os termos do concurso com a editora e o Mário Roberto, estou em condições de anunciar que o Cowboy Cantor, o restaurante Rotas e a editora F.D.M. Records irão realizar um concurso que terá como prémios compilações da melhor música licenciada pela Creative Commons que já passou pelo Cowboy Cantor, e ainda um jantar para duas pessoas no restaurante Rotas.

Vem este concurso a propósito do novo álbum do duo Nizlopi, o qual acabou de lançar pela F.D.M. Records o seu segundo álbum, Make It Happen.

Estejam atentos, a partir de Segunda-Feira, às emissões do Cowboy Cantor e às publicações no blog para mais pormenores.

terça-feira, abril 15, 2008

Gosto Do Que É Meu. Não Acredito No Acordo

Gosto do que é meu, valorizo o que é dos outros. Se tenho, não tiro a ninguém. Mas também não gosto que mo venham tirar.
Se preciso de algo para me entender com outra pessoa, e esta pessoa também o tem, mesmo que seja com algumas diferenças, e mesmo assim nos entendemos, nunca irei pedir à outra pessoa que mude o que tem, nem vou admitir que esta pessoa me peça para mudar.
Há uns tempos fiz um cântico para o meu coro de igreja na Maia, o Grupo Coral Renovar. O cântico incluía duas partes: na primeira parte cantava-se a paz de Cristo, na segunda parte cantava-se o Cordeiro de Deus.
A primeira parte tinha uma sequência em que a tónica era o Dó maior, a segunda parte tinha a tónica em Dó menor (influências directas de Beethoven, mas ao contrário).
A organista do coro achou muito estranho e difícil a passagem para Dó menor, e então decidiu começar a ensaiar a segunda parte em Lá menor, mantendo o Dó maior da primeira parte. Para além de o efeito causado não ser o mesmo, a composição original estava a ser modificada.
Não regateei, não me chateei, não fiz amuos. Reuni-me com a Cristina, e expliquei porque é que queria que fosse Dó maior na primeira parte, e de Dó menor na segunda.
Expliquei o significado das alterações de tonalidade. Expliquei que nem sempre toda a música tem de começar numa tónica e acabar na mesma tónica.
Expliquei, e ela compreendeu. Ou melhor, ensinei e ela aprendeu.
Falta a Portugal, primeiro que tudo, valorizar a nossa cultura linguística. Depois, falta compreendê-la. Por último, falta ensiná-la.
Falta banir da nossa língua estrangeirismos, porque, por uma questão de comodismo, não se usam as palavras portuguesas que representam o mesmo que as inglesas. Falta valorizar, compreender e aceitar no contexto de cada país lusófono as variações.
Não acredito na uniformização da língua portuguesa, como não acredito no novo acordo ortográfico. Gosto demasiado da forma como escrevo para acreditar.

domingo, abril 13, 2008

Música Para Dançar (para a Marta e a Lia)

Música para dançar, porque a Marta e a Lia gostam de dançar.
Espero que gostem.

sábado, abril 12, 2008

Habemus Acordum

Então, Sr. Rangel, onde está a ministra determinada e corajosa? Já viu que afinal não vou ser avaliado pela mãe da minha aluna que falta às aulas para ir às compras com rapazes de fora da escola?
Você inventa tanto. Até inventou que a actual Ministra da Educação é que inventou as aulas de substituição e resolveu o problema da colocação de professores. Não percebo como, mas enfim, quando se quer agradar até se diz umas mentiras que eles lá em cima hão-de gostar.
Mas a pior invenção do Sr. Emídio foi ter dito que esta ministra é que inventou a avaliação dos professores. Sempre houve avaliação, e sempre concordei (eu e muitos colegas meus) com a avaliação, mas não nos parâmetros que estava a tentar ser implementada.
Você e toda a escória que lutava contra os professores podem voltar do local para onde vos mandei há um mês. Já temos acordo, estou mais satisfeito.

domingo, abril 06, 2008

Música Perfeita

Música perfeita é aquela que ouvimos uma vez, e dias depois ainda nos lembramos dela.
Música perfeita é aquela que abre a 24ª emissão do Cowboy Cantor.
Para mais pormenores, dirijam-se ao blog respectivo (http://cbcantor.blogspot.com), ou simplesmente transfiram directamente a emissão a partir daqui: Cowboy Cantor 24ª Emissão

quarta-feira, abril 02, 2008

Pois Era, Pois Era...

Pois era ontem dia 1 de Abril. Pois era verdade ontem o que publiquei no meu artigo "Professores Proibidos de Usar Telemóveis". Era verdade ontem, porque no dia 1 de Abril tudo o que se diz é verdade.
Pois era ontem verdade, mas hoje confesso-me: O texto "Professores Proibidos de Usar Telemóveis" foi a minha peta.

terça-feira, abril 01, 2008

Professores Proibidos de Usar Telemóveis

Os professores vão ser proibidos de usar telemóvel nas escolas.
Os alunos poderão decidir que castigo a aplicar a colegas com processos disciplinares. Os processos disciplinares só poderão ser instaurados se os pais dos alunos assinarem a processo.
Os directores de turma irão receber uma recompensa de 10% do vencimento, caso no terceiro período haja uma percentagem de 90% de alunos sem quaisquer negativas.
Gosto da Ministra da Educação. Gosto das reformas deste governo em relação ao sistema público de saúde em Portugal. Gosto das reformas deste governo em relação à função pública.
Acho que o José Sócrates é um bom primeiro-ministro, e é o melhor exemplo vivo do que deve ser o socialismo em Portugal, ou noutro país qualquer.

segunda-feira, março 24, 2008

Esta é uma das filhas que a vaca pariu

O texto que anteriormente se encontrava neste artigo tinha sido escrito a quente, e guardado nos rascunhos para mais tarde eu alterar. Não percebo como é que eu estando sem aceder ao meu painel de control do Blogger, este texto foi publicado. De qualquer forma, queria pedir desculpa por ter apagado o que antes se poderia ler nesta artigo, mas parte do conteúdo era agressivo e ofensivo demais para ser usado no contexto deste meu blog. Tal como uma secretária de estado disse anteriormente, há coisas que podemos pensar e dizer dos políticos em conversas privada, mas não publicamente. Por isso apago as palavras que disse a respeito da Ministra da Educação, não peço desculpa, nem retiro o que disse. Apenas deixa de estar publicado o que penso sobre a referida senhora.
Deixo aqui o comentário final, anteriormente publicado, a respeito da situação no liceu do Porto, e consequentes comentários na página do Público, bem como o comentário que já tinha sido feito a este artigo.

Eu vejo os portugueses cada vez mais estúpidos, bananas, sem capacidade para "dialogar. Só sabem dar opiniões estúpidas" (Maura, aqui mesmo atrás de mim, ainda incrédula).

sexta-feira, março 21, 2008

Mais Uma Filha Parida Por Maria




A Ministra de Educação mete-me raiva só pelo nome: Maria de Lurdes.

Maria é minha mãe, Maria Alice. Lurdes era a mãe de meu pai. É uma prima minha, quase irmã, durante um ano quase minha mãe. Maria foi a mãe de Jesus Cristo. Maria quer dizer mulher. Mulher, não posso chamar à Ministra da Educação. Animal, sim. Um animal.

Adiante. A política deste ministério da educação (apetece-me agora escrever com letra minúscula), leva a estes comportamentos desta rapariga. Cada vez mais direitos aos alunos, cada vez menos autoridade dos professores na sala da aula, na escola e na sociedade. Leva a que outras pessoas comentem o sucedido da seguinte forma, porque esta é a imagem que a Ministra da Educação passa dos professores: (passo a citar dois comentários que se podem ler a este artigo http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1323264&idCanal=58 ):

21.03.2008 - 00h19 - Anónimo, Porto
Seria preciso estar lá para ver e saber melhor, mas o próprio título da notícia tenta mostrar que a professora é a vítima. Eu vejo a professora a retirar um bem que é propriedade da aluna e a dar algumas palmadas. Infelizmente tenho notado que ao mesmo tempo que sobe a indisciplina de alguns alunos também aumenta a prepotência de muitos professores. Muitos professores não estão minimamente preocupados com os resultados dos alunos e julgam-se os reis da sala. Estão ansiosos por dar más notas, mas recusam-se a serem avaliados.

21.03.2008 - 00h17 - Jose, Lisboa
Tanta conversa da tetra por causa de um video quando cenas destas são diarias. Se não tivessem colocado o video no you tube (o PSD???) não havia conversa da treta. A realidade é que o ensino não presta porque os professores são professores porque não conseguiram emprego no privado e o ensino era a unica saida para ter um emprego, ganham balurdios e passam a maioria do tempo a fazer greves ou pontes. Maus professores terá que dar pessimos alunos. Esta é a realidade e a culpa é dos professores que não teêm qualidade.

(fim de citação)

quarta-feira, março 19, 2008

sexta-feira, março 14, 2008

Concerto, Entrevista e Festa. Ainda Dizem que Estou de Férias.

Mais logo, depois do noticiário da meia-noite (hora dos Açores), eu e o Toni vamos estar em entrevista na Antena 1 Açores, a propósito da festa de amanhã e do novo álbum dos Passos Pesados. Para ouvirem na Internet a Antena 1 Açores, vão a esta página http://ww1.rtp.pt/multimedia/index.php?aud=1
Concerto e festa a partir das 22:00 no XL Club, Ladeira das Águas Quentes, Ponta Delgada.
Entretanto, se quiserem ouvir o tema de apresentação do álbum no Cowboy Cantor

Carta Aberta ao Sr. Emídio Rangel

Exmo. Sr. Rangel:

Não sou uma figura pública como V. Exa., nem tenho um jornal que acolha as minhas opiniões. Felizmente existe hoje a blogosfera e os amigos para publicar o mais possível a nossa opinião; espero que esta carta chegue até si!

Sou apenas um dos 143 000 professores deste país e um dos 100 000 que estiveram na Marcha da Indignação no dia 8 de Março, dia em que fui brindado com o seu artigo de opinião a que baptizou de «HOOLIGANS EM LISBOA». Ei-lo:

Como deve estar à espera, depois daquilo que escreveu, ou coloca uma venda nos olhos e uns tampões nos ouvidos ou terá de ver e ouvir os argumentos dos visados. Como quem não se sente não é filho de boa gente, e fui um dos seus alvos, o seu artigo merece-me uma resposta, bem ao estilo político e jornalístico, em dez breves pontos. Está preparado? Cá vai:

1) A sua legitimidade para me chamar «hooligan» é a mesma que eu tenho de lhe chamar palerma, idiota e atrasado mental! Repito: a legitimidade é exactamente a mesma!

2) A sua legitimidade para me chamar comunista e que o Prof. Mário Nogueira (não é Sequeira, Sr. Rangel) é um assalariado do PCP e que tal partido alugou 600 autocarros para a manifestação, é a mesma que eu tenho para lhe chamar fascista, assalariado do PS e alugado por este partido para emitir estas imundas alarvidades. Repito: a legitimidade é exactamente a mesma!

3) Os professores e os empregados da Lisnave são cidadãos dignos, que trabalham toda a vida para sustentar as suas famílias com ordenados por vezes miseráveis, não são jornalistas de segunda que andam à crava de pequenos tachos de ocasião, depois de fracassarem pessoal e profissionalmente à frente de grandes cadeias de televisão, com ordenados de rei para gastar em opulentas noitadas algarvias!

4) A maioria dos professores que V. Exa. diz ainda terem dignidade, comparando-os aos seus, somos todos nós, Sr. Rangel, porque somos 143 000, estavam lá 100 000, sendo que dos 43 000 que não estavam certamente 40 000 não estiveram apenas de corpo e os restantes 3000, ou por aí, serão os inevitáveis fundamentalistas partidários, cuja religião PS lhes ofusca a lucidez!

5) V. Exa. nunca pertenceu à nossa classe! V. Exa. foi professor, mas universitário e, não lhe retirando mérito pela formação que isso permitiu, fique sabendo que ser professor universitário nada tem a ver com o que se passa nas nossas salas de aula, onde todas as crianças e jovens têm lugar, os bons, os maus, os educados, os mal-educados, os civilizados, os selvagens, os ricos, os pobres, os inteligentes, os deficientes, os meus filhos, os seus filhos… Enfim, não se trata de um lugar onde uma clivagem por resultados escolares, permite que tenhamos uma sala com 20 ou 30 alunos com toda a socialização feita e a quem basta dar bibliografia e pouco mais!

6) V. Exa. ignora por completo o que o ME quer impor nas escolas e aos professores, pois isso sim, é que favorecerá a incultura, deseducação, a anarquia pedagógica, em que o obrigatório facilitismo formará uma geração de humanóides completamente ocos de valores, cultura e sabedoria; eu sou um produto do sistema que V. Exa. acusa de iníquo e sei o que significa dignidade, respeito, admiração, ponderação, civismo, tolerância… enfim, tudo o que V. Exa não revela, na sua miserável crónica!

7) Vergonha, devem sentir os cidadãos portugueses de terem de levar com opiniões de jornalistas (esses sim, é que são pseudo) completamente esventrados de sensatez, isenção e responsabilidade. Este artigo de V. Exa. é o epíteto do desnorte e testemunho de um intoxicado intelecto!

8 ) A Ministra é corajosa e determinada? Estamos de acordo. Acontece que V. Exa. confunde estes conceitos com clareza, responsabilidades e, sobretudo, com justiça e sentido de visão estratégica para a Educação. Todos os grandes facínoras políticos da História eram corajosos e determinados!

9) Todos os que V. Exa. chama estúpidos e que, sendo do PSD, do PCP ou daquilo que o você quiser, apoiam e compreendem a causa dos professores, se o fazem por antipatia política ou oportunismo, e sei que os há, tal adjectivo assenta-lhes que nem uma luva; aos restantes, que são infinitamente mais, não os confunda com um espelho!

10) V. Exa. pertence, ou pelo menos pertenceu, a uma recente classe de portugueses, muito inferior à dos professores, quer em número quer em dignidade, cujo novo – “riquismo” aliado ao corrupto mercado da imagem, fazem de vós uma praga infestante para o cidadão comum, que luta todos os dias contra as dificuldades de um país minado por políticos “fajutos” e incompetentes e por um jornalismo bacoco e de algibeira, do qual V. Exa. é um belo protagonista!

Paulo Carvalho

domingo, março 09, 2008

Vai Lamber Outro

Hooligans em Lisboa

“A manifestação é contra uma professora que agora é ministra. Uma ministra sábia, tranquila, dialogante, que fala com uma clareza tal que só os inúmeros boatos, a manipulação e a leitura distorcida do que propõe podem beliscar o que de boa-fé pretende para Portugal.”

“Maria de Lurdes Rodrigues é uma ministra determinada. Bem haja pela sua coragem. Por ter introduzido um sistema de avaliação dos professores, por ter chamado os pais a intervir, por ter fechado escolas sem alunos, por ter prolongado os horários e criado as aulas de substituição, por ter resolvido o problema da colocação dos professores, por ter introduzido o Inglês, por levar a informática aos lugares mais recônditos do País. Estas entre outras medidas já deram frutos. Diminuiu o abandono escolar, os métodos escolares estão a criar alunos mais preparados, os graus de exigência aumentaram.”

“É absolutamente nítido que os professores não têm razão. E os estúpidos do PSD que se aliaram ao PCP perderam o tino de vez, porque Portugal não pode parar mais. Espero ver Luís Filipe Menezes à cabeça da manifestação contra os interesses do País.”

Emídio Rangel, in Coisas do Circo (Correio da Manhã)

Algures neste artigo este energúmeno refere que os professores não são todos iguais. Ainda bem que não são. Porque se fossem todos iguais, eu seria um ignorante, tal como o autor desta opinião que transcrevi acima. Seria um lambe botas, lambe cus, lambe todo o que me aparece pela frente, só para agradar quem está acima de mim. Se todos os portugueses fossem iguais, eu mandava o Emídio Rangel para a puta que o pariu, mas a mim ensinaram-me a não ofender as pessoas.
Posso ter perdido a legitimidade da minha indignação contra este homem aberrante, mas eu não sou pago para escrever aquilo que convém os senhores lá do alto ouvirem.

quarta-feira, março 05, 2008

A Melhor Autoavaliação

Esta é sem dúvida a melhor autoavaliação que um aluno meu fez.
Foi ontem, numa turma do 6º ano.
Fui chamando um a um para me virem entregar a ficha de autoavaliação do 2º Período, e fazerem um último comentário antes de eu proferir a nota final.
Depois da Filipa, que se saiu mal no teste escrito, e no teste prático, veio o Frederico, que não foi melhor do que a colega do lado.
Olhei para o rapaz, e perguntei-lhe:
- Tens alguma coisa a dizer?
- Não.
Comparei as avaliações dos dois. Os trabalhos de casa, e as faltas de material, chegando a esta conclusão:
- Pois Frederico, a diferença entre tu e a Filipa, é que ela vai ter 3 porque até participa na aula. Tu, como quase nunca participas na aula, vais levar 2.
Responde o rapaz muito indignado:
- Esta é boa. Se eu não sei nada, como é que posso participar na aula?

domingo, março 02, 2008

Feliz Aniversário...

Pai,
Porque sei que Reb Tevye e Chaim Topol são uma das personagens e um dos actores, respectivamente, que gostas mais, espero que este vídeo te alegre o dia.

sábado, fevereiro 23, 2008

Já Não Estou Só

A falta de tempo para actualizar o Danialice e o Cowboy Cantor, leva-me a adiar este anúncio há já algum tempo:
Já existe mais um podcast feito nos Açores. É um podcast virado para um público jovem, em idade escolar do ensino básico. Portanto, para os filhos e netos da maioria dos leitores deste blog.
Está aqui o podcast Rádio Escola de Ginetes.

quarta-feira, fevereiro 20, 2008

A Ministra da Educação

Ai... a Ministra da Educação. Aquela que eu ajudei a ser nomeada. Aquela que foi nomeada pelo auto-proclamado, tal Napoleão, Engenheiro José.
Que me desculpem todos os meus colegas, mas começo a ter uma atitude para com a Ministra da Educação igual à que tenho para com o homem de maior peso da Região (cada vez mais) Autónoma da Madeira: basta ouvir um suspiro de um dos dois quando vão começar a falar, basta o repórter ou apresentador do serviço informativo apresentar um dos dois, e instintivamente (mas consciente) desligo logo o aparelho, ou mudo de sintonia.

domingo, fevereiro 10, 2008

O Teatro Micaelense Transformou-se Num Templo

Se Beethoven foi um Deus, e foi com certeza, toda a sua obra seria o que os Cristãos chamam Bíblia, ou os Muçulmanos o Alcorão.
Quem divulga as palavras da Bíblia são os profetas. Quem segue as palavras de Deus são os discípulos.
As palavras de ontem de Alexandre Delgado, que antecederam a apresentação de 1ª e 2ª Sinfonia de Beethoven em piano, no Teatro Micaelense, soaram como se um discípulo de Beethoven tivesse subido ao palco para transmitir as suas palavras. Neste caso, as notas que Beethoven ordenou para uma orquestra sinfónica, e que foram adaptadas para piano a quatro mãos por Alfredo Casella. Quando António Rosado e Alexei Eremine começaram a tocar o primeiro andamento da 1ª Sinfonia, percebi uma coisa: se Alexandre Delgado era um discípulo, os dois pianistas seriam certamente profetas.
O que os dois pianistas demonstraram foi que a música de Beethoven não precisa de grandes orquestras para encher a alma. A música de Beethoven vale por si mesma. As mudanças radicais de intensidade, de tonalidade, de ritmo. Melodias principais nos graves, os agudos que sobem aflitivamente, quase como quem grita “agarrem-me, se não caio, ou então dêem-me mais escala no instrumento”. Tudo isto vale por si. Porque Beethoven era, sempre será um Deus da música.
A grande diferença entre Beethoven, e outros mestres nas sinfonias, Haydn e Mozart, era que Beethoven não era tão produtivo. Daí que as suas sinfonias sejam obras muito mais trabalhadas.
Voltemos à noite de ontem.
Alexandre Delgado disse que o segundo andamento da 2ª Sinfonia era o momento mais belo de toda a música de Beethoven. Talvez sim. Talvez não. Ao piano, parece realmente que este segundo andamento é um dos melhores momentos de Beethoven. No entanto, o quarto andamento da 5ª Sinfonia é para mim o melhor momento de toda a música de Beethoven, sendo que a 5ª Sinfonia é para mim a obra mais bela que alguma vez se compôs.
Se Beethoven era um Deus, Alexandre Delgado um discípulo, e António Rosado e Alexei Eremine profetas, então ontem à noite o Teatro Micaelense foi o templo de adoração ao maior Deus de toda a história da Música.

nota: esta é a minha forma séria de analisar o concerto de ontem. Aqui, as coisas são analisadas de forma um pouco diferente.

segunda-feira, fevereiro 04, 2008

Estou Com Os Passos Pesados

Estou na Maia, grande novidade para quem é da Maia, a gozar da melhor forma a interrupção de Carnaval. Aproveito para visitar as minhas fontes musicais da Internet, e quem sabe descobrir coisas novas.
Ontem o meu pai queixou-se:
- Nunca mais puseste nada no Danialice.
Hoje, com a Maura a meu lado, ouço:
- Nunca mais ouvi o teu podcast. Quer dizer, nunca mais fui ao teu blog. Tens alguma coisa nova?
Respondo que não, há mais de um mês. Continua a Maura:
- É o que acontece a quem tem namorada a chateá-lo todo o dia, não é?
É óbvio que esta não é a razão pela paragem prolongada dos meus blogs. A razão, ou razões são muitas.
Passo horas a conduzir dentro da desorganização rodoviária de Ponta Delgada. Chego a casa fartíssimo de aturar as malcriações dos filhos dos outros. E como se não bastasse, telefonou-me há dias o Toni Pimentel:
- Hei amigo, queres vir tocar teclados para os Passos Pesados?
- Claro que sim.
E pronto, como tinha pouco tempo para os blogs e podcast, fiquei ainda com mais uma responsabilidade. Literalmente, estou com os Passos Pesados. Ensaios duas vezes por semana no estúdio, e quando calha sozinho em casa. Até já tive direito a gravar dois temas no novo álbum que vai ser lançado brevemente.

terça-feira, janeiro 08, 2008

Lição de Geografia: Tuvalu

Nunca imaginei que saber o nome de um país desconhecido me iria fazer feliz e proporcionar momentos muito bem dispostos na escola.
Hoje ao almoço lembrei-me de perguntar a uma colega professora de História se sabia qual era o país mais pequeno do nosso planeta.
Sem contar com as cidades estado, e outras províncias independentes, a resposta é óbvia: Tuvalu.
Quem me ouviu até pensara que eu estava a inventar. Pior ficaram quando referi que uma das cidades do Tuvalu se chama Vaitupu.
São 26km2 distribuídos por 9 atóis, 8 dos quais habitados. Tem fronteiras marítimas com o Kiribati, Tokelau, Samoa, Wallis, Futuna e ilhas Fiji. O nome da capital faz lembrar uma cena dos Gato Fedorento, quando o Ricardo Araújo Pereira estava a vender fruta: Funafuti.
Desde 2000 que uma das principais fontes de rendimento do país é a venda do domínio próprio da Internet “.tv”.
Tudo isto descobri num serão em casa com o meu pai, quando sem mais nada para fazer, fomos à procura do país mais pequeno do mundo.
Depois de consultar o artigo na Wikipédia, dei de caras com a lista alfabética dos estados soberanos do mundo, e descobri que há um país que se chama Abecásia.