A Minha Rádio Podcast: Cowboy Cantor

quarta-feira, dezembro 31, 2008

Os Prémios do Meu Umbigo

Chega a hora de toda a gente fazer balanços, previsões, lamentações e desejos. É também a altura em que os críticos e analistas se metem por entre o pó dos discos, d.v.d.’s, jornais, revistas e papelada, à procura do melhor e do pior que aconteceu este ano na música, no cinema, na política, na literatura.
Um tipo de selecção que mais gosto no final do ano é “A Personalidade do Ano”. Ora, como o próximo ano, é o que dizem, vai ser ainda pior do que 2008, em Portugal não deve haver muita gente nomeada para personalidade do ano por boas razões.
Com tantas trapalhadas a acontecer em Portugal, incluindo as suas regiões autónomas, o bem mesmo é virar-me para o meu umbigo, e fazer a minha lista do melhor do ano tendo em conta apenas a minha família. Misturando prémios de cinema, música e política, aqui está a minha lista do ano 2008.

Estreia do Ano: Sérgio e Carolina – em Maio chegará mais um elemento feminino à família. Obra do meu cunhado e minha irmã mais nova. Dispensamos os comentários do tipo "até que estás engraçada". Gravidez não é doença. A minha irmã será sempre de feições bonitas.

Melhor Argumento: Marta – a minha sobrinha de três anos que põe e contrapõe de uma forma de fazer inveja a muita gente mais crescida. Convence qualquer um, nem que seja com o seu sorriso.

Melhor Banda Sonora
: Tiago – Onze meses de vida e um riso de encantar.

Melhor Produção: Frederico e Sara – pais da Marta e Tiago. Escolha óbvia tendo em conta o prémio para melhor argumento e melhor banda sonora.

Revelação do Ano: Alice – a minha mãe revelou-se uma mulher de negócios. Capaz de vender casas e comprar terrenos. Capaz de dar opiniões e pressionar os empreiteiros. Para ano, se tudo correr bem, irá ser realizado o maior sonho dos últimos anos: a casa nova será inaugurada.

Prémio Carreira: Daniel – este ano foi particularmente especial para meu pai, e para todos nós. Para além disso, o meu pai, que não é homem de sair muito da Maia, viajou imenso connosco por esta ilha. Com a ajuda da alegria que os netos trouxeram cá a casa durante o Verão, e agora no Natal, as forças para se meter no carro foram outras.

Personalidade do Ano: Maura – O meu património monumental. Por tudo e por nada. Pelos dias e noites. Por me acompanhar e estar ao meu lado, mesmo quando vai a Évora. Por ser quem é.

2 comentários:

Cris disse...

Rodrigo meu querido
Que Deus abençoe está família linda e maravilhosa que é muito importante para mim,acredite.
Faltou uma personalidade a ser premiada...Um menino que tem um coração maravilhoso , um olhar doce e cativante, irmão,filho e tio, parceiro da menina Maura,que tb é uma belíssima menina.Um talentoso menino que mora em meu coração.
Beijo no coração de cada ser iluminado desta família.

Daniel disse...

Cristina
O júri unipessoal estava comprado. Mas com uma condição: que não poderia atribuir prémio a si mesmo.
Mas eu deixo-lhe aqui um: o de melhor filho do Mundo. (Bem sei que tens direito a reclamar para os teus o mesmo prémio. Pois bem, que os nossos sejam então os melhores ex-aequo com quantos o mereçam.)