A Minha Rádio Podcast: Cowboy Cantor

sexta-feira, março 04, 2005

(In)Comparações

Desde que o Presidente da República Jorge Sampaio decidiu dissolver a Assembleia, toda a gente anda a comparar este caso, com o de António Guterres. Agora, é a notícia de que Santana Lopes quer voltar à Câmara de Lisboa. Este facto também anda a ser comparado com o que se passou com Jorge Sampaio em 1991, depois de ter perdido umas legislativas.
Vamos esclarecer uma coisa: Jorge Sampaio quando se candidatou a primeiro ministro, não abandonou a câmara. Pediu apenas a suspensão de mandato para poder participar na campanha. Enquanto foi candidato a primeiro ministro, nunca assumiu outro cargo político. Depois de perder as eleições, foi com naturalidade que quis voltar à presidência da câmara de Lisboa.
Por seu lado, Pedro Santana Lopes, pediu a suspensão do mandato na câmara, concorreu a presidente do PSD, tornou-se primeiro ministro, sem sequer ter feito parte de alguma lista aquando da eleição de Durão Barroso, exerceu as funções de primeiro ministro, candidatou-se a primeiro ministro, ficou-se por apenas ser eleito deputado, e agora quer voltar à câmara.
Dito desta forma, até ficamos desorientados. De certeza que vão ter de voltar a ler o parágrafo anterior para perceberem o que escrevi. Eu também ando a tentar perceber o que vai na cabeça de Santana Lopes.

3 comentários:

Anónimo disse...

Anda a tentar perceber o que anda na cabeça de Santana Lopes... Então não se nota aquele luzídio, do qual brotam aquelas ideias luzidias?! Na cabeça de Santana Lopes anda Gel!
(O Sr. Rodrigo já tinha idade de ir sabendo estas coisas)

Edgardo

Nuno Barata disse...

Eu diria mais, anda Gel e falta de vergonha. Passa cão.

Rodrigo de Sá disse...

Oh Edgardo, tu sais-te com cada uma. E aqui o nosso amigo Barata é sempre o mesmo: sem papas na língua. É isso mesmo, vergonha em escassez e gel em excesso.