A Minha Rádio Podcast: Cowboy Cantor

terça-feira, setembro 06, 2005

Em Português, Please

Continua-me a incomodar, e vai me incomodar durante algum tempo, o facto de no nosso dia-a-dia usarmos palavras estrangeiras, quando em português temos palavras mais bonitas que equivalem às estrangeiras que estamos a usar.
Há agora uma moda de substituir alguns termos desportivos, por palavras inglesas.
Tenho seguido com alguma atenção o U.S. Open (escrevo U.S. Open, e não Torneio Aberto dos Estados Unidos, porque é de facto o nome próprio do torneio), e tenho ouvido algumas expressões que não têm razão de ser.
Para além dos habituais termos referentes às pontuações (set, match point, break point, set point, smash), com os quais não discordo totalmente, embora poderíamos usar português de Portugal para substituir alguns (partida, ponto de encontro, quebra de serviço, ponto de partida). Tenho notado que alguns jornalistas têm tido esta preocupação de substituir os termos ingleses por portugueses, mas uma grande maioria continua a usar os termos em inglês.
No entanto o que mais me tem causado algum arrepio é a moda de quando um jogador faz uma grande jogada, logo a seguir o público levanta-se e faz uma “standing ovation”. Porquê? Que tal uma “ovação de pé”? Fica mais chique em inglês? Sinceramente, eu não acho.
Mudando de desporto, a moda agora do nosso querido Gabriel Alves é chamar “playmaker”, aos jogadores como o Deco, que não são mais do que organizadores de jogo.
Há também a moda dos “off-sides”, ou das “entradas a pés juntos que colocam algum perigo”.
Cá para mim que ficaria fora-de-jogo seria muitos jornalistas que todos os dias invadem as nossas casas com as suas fabulosas asneiras.

Sem comentários: